quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Irmãos, do encontro à actualidade

Após 15 dias de João e Afonso, já aconteceu de tudo!

Nos primeiros dias em que esteve sozinho com o pai e com os avós, o Afonso teve mimo, toneladas de mimo e paletes de atenção... No dia em que o João apareceu com a mamã na escola para ir buscá-lo, o Afonso teve de tudo: muita atenção por parte dos pais e uma grande prenda do mano. À hora do banho, apareceu muita gente para visitar o bebé e foi a confusão total durante uma hora, claro que todos foram espectaculares e deram muita atenção ao Afonso, mas ele percebeu q algo se passava e que não era por causa dele.

Nos dias que se seguiram, instalou-se uma vozinha de mimo, um gemer tipo ãããã sempre que não faziamos algo q ele queria e algumas birrinhas surgiram do nada. Tudo compreensível face às alterações na vida do nosso pimpolho mais crescido. Perante tudo isto tentámos lidar com a máxima dose de carinho, paciência e amor. Nalgumas situações tivemos q ser mais firmes, pois há coisas onde não é possível ceder. O exemplo mais concreto é a hora de mamar. Mesmo q eu queira, não posso simplesmente dizer ao João: larga a mama q o mano quer ler uma história, lol!!! Por isso a primeira birra a sério do Afonso aconteceu quando eu comecei a dar de mamar ao irmão e ser a hora de ele dormir. Ora nesta altura o Afonso está habituado que eu lhe leia uma história enquanto o pai lhe muda a fralda e lhe veste o pijama, para depois saltar para o colo do pai e cantar umas músicas de embalar. Nesse dia, ele começou a chorar e a dizer : mãe história, mãe história! Claro q a nossa resposta foi: o pai lê porque a mãe está a dar de mamar ao mano. É obvio q ele fez birrinha e nesse dia não houve história para ninguém, snif, snif.

Para que isto não voltasse a acontecer, passámos a seguir outra abordagem que é dar de mamar no sofá do quarto das brincadeiras e ler-lhe histórias até o João acabar de mamar e só depois ir deitar o Afonso ou então não iniciar a sessão de "alimentação" do João e deixar o pai Marco entreter o mais pequenote até que a dita história seja lida. Pensámos q esta seria a melhor abordagem, porque contrariado já o Afonso é durante o dia noutras situações, portanto não vale a pena arranjar um problema quando há uma solução +- práctica, principalmente na hora de deitar.

Agora, a voz de mimo já diminuiu, os gemidos já são esporádicos e as birrinhas vão surgindo e nós vamos lindando com elas à medida em q surgem. Quanto à relação/reacção do Afonso com o João, não podia ser melhor... Por vontade dele, estava sempre a dar beijinhos ao mano, a fazer-lhe festinhas e a pegar-lhe ao colo.

Fiquem com o momento de encontro de irmãos


5 comentários:

María&Peste disse...

Pronto, o vídeo rematou e já estou aqui feita maria madalena......snif......

Fizeste-me viajar no futuro e imaginar quando o David vir o bébé pela 1ª vez...

O Afonso mesmo assim está a reagir muito bem e isso deve-se aos fantásticos pais que tem, acho que a solução na hora de dormir foi excelente, até porque é uma hora sensível, estão cansados, o dia acaba, vai começar a noite que para eles é interminável, etc etc etc

Mas 1ª birra a sério com 2 anos? Não imaginam o quão sortudos são!

Bjnhos grandes

Carla disse...

Que momento mais lindo. Fiquei de lágrima no olho.

Imagino-os a crescer juntos.

Beijos

Sandra disse...

Olá amiga,

Que momento tão ternurento, tão lindo... fiquei emocionada. E é tão natural as reacções do Afonso! Acho que mesmo assim ele está a reagir lindamente. Um beijinho grande, cheio de saudades e fico a aguardar mais fotos dos pequeninos.
Como está a correr a tua recuperação pós-parto?

anaguieiras disse...

Lindo, lindo, lindo.....adorei, ai que tenho uma lagrimazita no olho!!!!

Beijos
Ana
familiateixeira.blogs.sapo.pt

María&Peste disse...

Olá :)

Espero que esteja tudo a correr bem agora que o Marco foi trabalhar :)

Já sabes, se precisares de alguma coisa, estou aqui mesmo ao lado!

Bjnhos grandes