terça-feira, 30 de setembro de 2008

Já gatinha

Não tenho tido muito tempo para deixar aqui novidades, mas esta é super importante.
O João já gatinha!!!
Por enquanto é mais arrastar do que gatinhar porque ainda não levanta o rabo, mas já se mexe bem e chega aos brinquedos do irmão:)
O irmão em pânico, grita: MAE!!! Ele quer comer o meu puzzle!!
Eu: riu-me às gargalhadas de ver os meus filhotes a desenvolverem-se tão bem.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

7,5 meses

Está tudo bem com o João, à excepção de umas ranhocas que não largam aquele narizito e que são muitas, visto q ele está sempre de barriga para baixo numa maluqueira constante a morder bonecos.
Acho q devem vir aí mais dentes...

O balanço dos 7 meses é:
- 8 kg (percentil 25)
- 70,5 cm (acima do percentil 50)
- 4 dentes
- nariz entupido
- pulmões, ouvidos e garganta ok

Como o peso continua baixote, embora tenha umas bochechas apetitosas, vai continuar com papa ao jantar. Tem ordem para comer broculos e couve-flor na sopa e continuar com as carnes ao almoço.

De resto, está optimo, senta-se muito bem, põe-se de pé quase sozinho bastando q lhe demos à mão. Assenta muito bem os pés no chão, portanto estou a prever q seja como o Afonso. Não tarda nada temos rapaz a andar.

Nessa altura é que vai terminar o nosso descanso e começar o reino do terrorista, de volta dos brinquedos do irmão, a tirar-lhe tudo e a destruir-lhe as torres de lego q ele tanto adora.

Só espero q ele seja tão respeitador de livros como o Afonso que nos 2 anos e 8 meses de vida só rasgou 2 páginas de 2 livros! Uma boa média, não acham?

Palminhas

E assim, do nada, o João bateu palminhas pela primeira vez ontem em casa!!!!
Fiquei banzada, não me lembro de quando foi q o Afonso fez isso pela primeira vez mas acho q foi mais tarde.
E não foi um movimento sem sentido, porque ele fez o movimento 3 ou 4 vezes depois de me ver bater as palmas para ele.
A minha reacção foi ficar especada a olhar para o meu pequenote de 7,5 meses sentado muito direitinho, feliz da vida a olhar para mim e a juntar as mãos com um sorriso enorme!
Logo a seguir desatei a bater palmas para ver se ele continuava a gracinha. Fez mais umas vezes e depois cansou-se, lol!
Quando o avô chegou com o irmão da ginástica e tentei q ele fizesse para eles verem, nicles.... Já disse várias vezes: não há discos pedidos:)

Quanto ao Afonso, ontem embora tenha dito q não queria ficar na ginástica e tenha ficado a choramingar, passado um pouco já estava optimo, andou aos saltos no trampolim e quando chegou a casa disse q se tinha divertido muito. Perguntei-lhe se queria ir outra vez. A resposta dele: SIM! Espero q segunda-feira ainda se lembre....

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

ai o trabalho...

Se ganhasse o euro milhões nunca mais trabalhava a tempo inteiro!

Preciso de ver os meus filhos crescer, acompanhar o seu desenvolvimento, sentir que lhes dedico todo o tempo do mundo e ver o seu sorriso quando estão felizes.
Neste momento a minha vida está transformada num stress e a minha única safa é estar a fazer horário de amamentação e ter um chefe porreiro q não se chateia com o meu horário!
Entre ir po-los à escola, tentar q o Afonso fique bem com a educadora, apanhar o comboio/metro, trabalhar, almoçar, trabalhar e sair à risca às 17h para não perder metro/comboio e chegar às 18h à escola, vão 9 horas do meu dia passados sempre a olhar para o relógio... No meio disto tudo ainda tento espremer uma aulita de ginásio de 30 m para ver se volto ao peso antes dos filhos!
Sim, louca, chamem-me louca por ainda me ter inscrito na ginástica mesmo com este horário maluco... Mas eu preciso e o marido e os filhos agradecem. O marido pela figura mais "esbelta" e os filhos pelo aumento da forma física para os acompanhar nas brincadeiras:)
Custa habituar-me a este ritmo, mas não há-de ser nada....
Para escrever este post, aproveitei q comi em 5 minutos e estou à espera de uma colega para ir para uma reunião, lol!
E espera-me algo ainda pior... esperam-me 2 semanas de um curso pós-laboral q começa às 18 e acaba às 20h30:(
O que me vale são os meus pais, vivam os avós principalmente aqueles com um emprego mais flexível e que podem ir buscar os netos à escola, ficar com eles até q o pai chegue e ajudar no banho e jantar!

Agora já estou cheia de saudades dos meus pequenotes e a pensar como é q estará o João do nariz (está muito ranhosito) e se o Afonso está feliz e se dormiu a sesta...

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

E ao 7º dia...

o Afonso não ficou na escola a chorar!
Não tenho palavras para exprimir a felicidade q sinto...
Ontem, pela primeira vez, não ouvi: Mãe fica só mais um bocadinho, Mãe não vás!
O que me dava alento,ao ouvir estas palavras, é que sabia qe a tristeza durava pouco tempo e as brincadeiras com os amigos eram mais q muitas.
Para resolver, temos ainda o não querer dormir e não comer toda a refeição do almoço.
Mas estou contente com a decisão q tomámos, mesmo q isso signifique algum sofrimento do Afonso nesta fase.
Todas as pessoas da escola são de um carinho e atenção enorme e a educadora mima-o imenso, tendo o maior cuidado para evitar q ele fique triste e tenta satisfazer todos os seus caprichos.
O melhor exemplo disso é que anda sempre atrás deles a ver quando largam o brinquedo que trouxeram de casa para que o tenham a postos quando eles dão por falta dele! Que parrocha, chega a andar com 3 e 4 bonecos, mais 1 ou 2 livros!

o João continua muito bem, a educadora e a auxiliar adoram-nos e acham que ele está super despachado, porque quer estar sempre de pé e está sempre atento a tudo.
Tem comido bem, as sonecas têm sido boas e a brincadeira mais q muita!
É o bebé da sala e tem-se portado muito melhor q os colegas de um ano q estranham mais a escola e a falta dos pais:)
A grande novidade é q já se senta e fica todo entretido a brincar durante 15 m.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Férias

Antes de começar a escrever este post, estive de volta das fotos das férias a tentar escolher as melhores. De 347 fotos escolhi 61:) Um pouco demais aqui para este pequeno blog, lol!
Decidi ficar-me apenas por fotos espalhadas pelo texto.

Como já tinha dito, primeiro rumámos ao norte à aldeia dos pais do Marco.
Nunca fizemos a viagem em menos tempo, foram 4h30 sem paragens pelo meio porque jantámos e seguimos viagem. O Afonso viu uns desenhos animados e adormeceu.
No dia seguinte em vez de um rico calorzinho, esperava-nos um tempo fresco e com algumas nuvens.
Conclusão: as idas à barragem foram apenas 2 mas muito divertidas.

O Afonso andou sempre divertido, na brincadeira com o pai, na horta com o avô ou à porta da casa do tio (irmão da minha sogra) a brincar com os outros meninos.
Ao início estava um pouco estranho, mas depressa se ambientou e já não queria era estar em casa. Era capaz de acabar de lanchar e chegar ao tio e perguntar: "Tenho fome, o que é que me dás para comer", fiquei verde com isso aconteceu... mas depressa me habituei e depois começamos a mandá-lo com uma maça para comer com o tio!

Comprámos-lhe uma bicicleta, mas ele ainda não tem muita força nas pernocas e portanto ficou lá em cima para mais aventuras para o ano que vem.

Uma das coisas mais divertidas que fizemos foi ir a Bragança com o Afonso e descobrir que existe à beira-rio um jardim muito giro com um cafezinho que aluga karts de pedais! Aventureiro como é, o Afonso lá foi e andou muito bem.

video

Já se devem estar a questionar, e o João??? Eles não levaram o João?? Claro q sim, o João andou sempre de colinho em colinho na brincadeira. Levámos uma piscina insuflavel, enchemo-la de quadrados fofinhos e tornou-se o seu local favorito. Era ve-lo a levantar as pernas e os braços, a virar-se com uma rapidez e enorme e a controlar tudo o que o rodeava.
Passou a babar-se constantemente, mas os danados dos dentes nunca mais nascem. Tinha imenso apetite e passou a acordar à 1h, 4h e 7h. Às vezes lá conseguiamos que ele adormecessem, outras vezes não. Houve um dia que vieram parar os dois à minha cama e como ainda era cedo, até o Afonso consegui convencer q era melhor dormir um pouco. O Pai claro, foi expulso da cama, lol!
Depois destes dias tão divertidos, rumámos a casa, arrumámos a tralha e aí fomos nós para Islantilla. O Hotel era porreiro, mesmo em frente ao mar, com uma piscina enorme e uma piscina para crianças.
Por causa da piscina para crianças q lhe dava uma liberdade enorme o sr. Afonso nem queria ir para a praia.
A praia tinha um problema: algumas ondas e assim que entrávamos na água fazia logo uma cova. Isto fez com q não conseguissemos convencer o Afonso a tomar banho e sempre que entrava dentro de água era o stress total, era mesmo só para se molhar e arrefecer um pouco.
Conclusão, viemos super descansados porque dormiamos umas boas sonecas com eles à tarde, mas com vontade de fazer mais praia.

Estes dias a 4 souberam muito bem, podemos aproveitar os nossos filhotes sozinhos, assistir a todas as gracinhas do João, ouvir os raciocinios do Afonso cada vez mais complexos, brincar muito, dar muitas beijocas e também sempre que possível namorar um pouco.

Confuso era a hora da refeição, mas tudo se organizava e o que nos valeu foi q o João é um compincha e esteve sempre divertido, mesmo quando não lhe dedicávamos muita atenção.

Na piscina, o João tomou a sua primeira banhoca a sério e adorou.

Para o ano já me estou a imaginar sempre dentro de água a tomar conta dos dois, sim porque eu não sou capaz de estar sentada na esperguiçadeira ou na toalha enquanto os meus filhos brincam, eu quero é brincar com eles e aproveitar todos os minutinhos!
Nisso, eu e o Marco somos iguais, os nossos filhos são o nosso tesouro!