segunda-feira, 31 de março de 2008

birras

Cá por casa as birras continuam acompanhadas por um choro q não termina. Se lhe perguntamos o q tem, ainda chora mais... enfim...
Por tudo o q leio, mentalizo-me q é uma fase e q há-de passar.
Nas minhas buscas na net sobre o assunto, encontrei este texto.
http://www.angelfire.com/80s/traquinas/Links/manualdeurgencia.htm
Hoje voltou à ginástica, mas ficou lá sem nós porque acordámos com a professora que era melhor ficar sozinho do q eu ficar a assistir. Chorou quando o deixámos, parou 15 minutos e voltou a chorar até ao final da aula. Como a aula dura 45 m, podem fazer as contas. Esteve 30 minutos a chorar.
Esperemos que na quarta já só chore 20 minutos e por aí adiante até q deixe de chorar...
Uma certeza temos, vamos continuar a colocá-lo perante situações desconhecidas, com pessoas que ele conhece pouco, dando-lhe sempre muito carinho e amor para que ele ultrapasse esta fase de timidez/nervosismo e se torne numa criança confiante e segura.

4 comentários:

Patrícia M disse...

Pois... Nem sei bem o que te diga! Como sabes, a fase das birras aparece sempre, e é bom que apareça!

Varia de criança para criança, a altura em que aparece, a intensidade e o modo como se manifesta.
Muita paciencia, mesmo!

Se quiseres, dou-te o contacto da Pediatra de Desenvolvimento que fomos consultar por causa das perturbações do Miguel. Soube muito bem dizer-me qual era o caminho certo a tomar, o que nem sempre conseguimos saber!

Quanto á ginastica, espero que a vossa postura vos leve ao que querem... Eu no teu lugar teria desistido e re-iniciado uns meses mais tarde. Mas é so a minha opinião!

Boa sorte!! Melhores dias virão, podes ter a certeza!

*Cintia* disse...

Olá linda! Quando puderes passa no meu blog novo.. http://miminhusdoces.blogspot.com/

Beijinhos doces
Cintia&Yara

filipe disse...

maninha linda eu axo k tu e o marco estão a agir bem. o afonso com o nascimento do mano viu-se confrontado a ter k dividir o afecto agora c um novo ser que emergiu na vida de todos. ora dai a "regressão" sob a forma de birrinhas, choros ininterruptos.
por muito que nos custe a ve-lo chorar é aceitar k mais vale deixa-lo passar por isto do que mimá-lo

força e já sabes k podes contar c o mano

bj e abrç pa tds ai de casa

Nucha disse...

Rita, eu acho que as birras devem ter a importância devida. São normalíssimas na idade dele.

Como diz a Patrícia, muita paciência! E mais dia menos dia elas passam. O essencial mesmo é nós não exponenciarmos a questão e, em plena birra, mantermos a calma (sim, eu sei, não é nada fácil...)

Vais ver que passa num instante.

Beijinhos
(Não sei se viste a resposta no meu blog, mas sim, claro que podes linkar)