quarta-feira, 19 de março de 2008

Dia do Pai

Este dia do Pai foi passado com o Marco no avião a caminho dos EU... Por essa razão celebrámos ontem o Dia do Pai com um jantar especial cheio de prendas para o pai babado!
Espero q no ano q vem não aconteça nada de semelhante...
Para compensar, o Afonso e o João jantaram com o pai 2 vezes (o avô Horácio) e com o avô 3 vezes (o bisavô Miguel) e estiveram muito divertidos com o João a dar o ar da sua graça com uns sorrisos e palrando.
Agora iniciam-se 10 dias sem o pai cá em casa:(

Este dia confirmou também q o Afonso entrou na fase do choro, as razões podem ser muitas:
- uma reacção tardia ao nascimento do João
- o inicio da fase da timidez
- o inicio das birras
- algum fenómeno estranho q se passa naquela cabecita linda

Vou dar alguns exemplos do actual comportamento do Afonso.

1- Está muito mais sensível, choramingando com mais facilidade
2- Largou a fralda de dia sem grandes problemas e não tem tido muitos descuidos
3- Quando entra num local, mesmo que seja em casa, onde estejam pessoas desconhecidas agarra-se a nós e fica, tipo lapa, ao nosso colo
4- Na escola, pela primeira vez hoje, porque um menino na hora de adormecer para a sesta lhe deu com o pé sem querer desatou a chorar e a dizer "Quero a minha mãe"
5- Na semana passada, só porque o Marco não o deixou continuar a brincar no banho desatou a chorar e a chamar por mim e esteve cerca de uma hora a chorar e se lhe perguntássemos porque chorava, ainda chorava mais. Depois, porque o pai desistiu de lhe dar miminhos e perguntar o q tinha, comecei a dar-lhe o jantar e era como se nada fosse, já ria e brincava.
6- Há 15 dias, comecei a levá-lo à aula de ginástica infantil no local onde o meu irmão dá aulas de trampolins e onde eu conheço todos os professores porque são amigos do meu irmão há anos. Na 1ª aula, esteve o tempo todo sentado a olhar para os meninos e afastado uns quantos metros, na 2ª aula, já esteve no meio deles mas ainda não quis fazer nada. Esta semana, achava eu q ia ser muito melhor, mas enganei-me. 2ª feira o meu irmão levou-o para o pé das outras crianças e ele desatou a chorar e a correr para mim, por isso passei o resto da aula com ele ao colo para o tentar aproximar dos colegas e quando o João precisou de atenção, lá tive q andar com o João ao colo e ao pé do Afonso. Hoje, foi choro a aula quase toda, porque quando fui com ele para o pé dos professores, desatou a chorar e quando acalmou e ia começar a brincar com um arco e até me deixou ir para mais longe só assistir, começou a chorar e esteve o resto da aula, uns 15 minutos ao colo da professora com ela sempre carinhosa a tentar q ele parasse de chorar e a dizer q eu estava ali ( é que ele passava o tempo a dizer: mãe... quero a minha mãe)

E vocês não estão a ver bem a situação, quando o Afonso chora, todo o corpo dele treme e parece q tem espasmos e é muito dificil acalmá-lo...
Digam-me lá vocês o que acham.... É normal eles começarem a ter estes "ataques" de timidez nesta idade? É normal eles chorarem assim? Devo ou não insistir na ginástica? Devo "obrigá-lo" a passar por situações em q tem de superar a timidez ou devo evitar e apenas esperar q esta fase passe? O que posso fazer para o ajudar?

5 comentários:

María&Pezucos disse...

Bom dia :)

Já vi que o Marco chegou bem que é o que importa :D Não tarda nada já está em casa outra vez!

Quanto ao Afonso, já falámos um pouco sobre isto, de qualquer forma vou deixar aqui a minha opinião outra vez, que se baseia somente na minha experiência com o David.

Como sabes bem, houve uma altura, o David tinha uns 2 anos e meio, nem no parque (que ele adora) ele brincava. Fugia de tudo e de todos e o que mais me atormentava era ele fugir das crianças no parque. Tímido já ele é de natureza, mas ficou demais, não fazia nada sem mim colada a ele e não brincava em lado nenhum.
O que fiz foi não desistir de ir ao parque nem a lado nenhum e insistia sempre numa lenga lenga do género:

"Os meninos são amigos, só querem brincar tal como tu. Não faz mal e a Mãe está mesmo aqui ao pé a ver-te. Não precisas de ter vergonha, nem medo, está bem?"

Era uma coisa deste género que ia mudando conforme a situação. Dito abaixada a olhar-lhe nos olhos e com uma voz suave. Sempre!

Olha, ele foi tranquilizando e foi passando e acho que durou uns 2 meses, não foi mais que isso e depois já brincava em todo o lado e não fugia de ninguém.

Mas, e como é da personalidade dele, continua com a sua timidez inicial, continua inseguro, mas faz parte dele. Foi uma fase que ele passou que eu não sei explicar porque não houve nada que se alterasse na vida dele.

Quanto ao Afonso, provavelmente o choro fácil dele poderá, ou não, ter a ver com o nascimento do João, normalmente é desta forma que os mais velhos se expressam, choram mais, fazem mais birras, tudo para chamar a atenção. É preciso paciência e reforçar a verbalização do quanto o amam.

Bom é também incutir a auto-estima nele, porque a timidez pode ser resultado de alguma insegurança que ele esteja a sentir.

Podes optar por levar algum boneco tipo super-heroí para a ginástica. O David quando foi ao otorrino levou o Spider Man e correu super bem. Resulta sempre. Se o Afonso não tiver nenhum, ou ainda não ligar a nenhum, experimenta com o Bob por exemplo.

Acho que não deves desistir da ginástica a não ser que só o tenhas posto lá por causa da timidez. Aí talvez não devas forçar, porque pode já ter demasiadas actividades e sentir-se cansado o que leva a mais birras por cansaço. Como é que ele se comporta no parque? Quando há meninos no escorrega ele anda na mesma? O David não ia mesmo...

E na ginástica na escola, ele participa? Sei que é diferente porque é um ambiente familiar onde estão as referências todas dele. Na altura falei com a educadora do David para saber se na escola ele também estava assim, mas não, na escola estava normal.

Tenham paciência com ele, as crianças passam por diversas fases e ele provavelmente está inseguro com a divisão do amor e atenção dos Pais para o mano. Eu até acho incrível ele ter largado tão bem as fraldas e a chucha nesta altura e é um motivo de grande orgulho para vocês.

Ah, e a largada das fraldas e da chucha também os faz sentir-se estranhos. Imagina o que ele sente: já não uso fralda, sou eu que controlo o meu xixi e cócó e já não preciso da chucha. Estou a crescer. Mas será que quero? Se calhar quero ser como o João...

Isto é pura especulação é claro, mas na cabecita dele pode estar a acontecer um conflito de sentimentos, uma dualidade que ele não consegue sózinho digerir. Talvez até fosse bom vocês irem realçando coisas que ele faz e come e que o João não pode por ser bébé.

Não sei, pode ser muita coisa, como te disse, com o David passou e acredito que com o Afonso também passará, com o tempo :)

Bjnhos muito grandes e mil desculpas pelo testamento!

Bjnhos ao Marco nos States!

Boa Páscoa!

tudo o que sempre quis disse...

Olá!
Eu acho que esta fase é normal e não deve estar só relacionada com a presença do João. O francisco teve uma fase assim que começou em Setembro/Outubro depois de passar um Verão fantástico. Foi também nessa altura que começou a deixar de usar fralda, tinha dois anos e dois meses... Li imenso sobre estas idades e acho que é super normal, esta é mesmo a idade deste tipo de birras, afinal estão a crescer...
Posso garantir-te que o francisco já acalmou muito :) está mais crescido, mas continua a ter os seus momentos de mau génio, só que mais espaçados... Só precisamos de ter paciência, sim, e sem o Marco por perto, ainda vais ter de ser mais forte. Às vezes só dá mesmo vontade de começar a chorar com eles... Mas tudo muda e muda sempre para melhor!

Muitos beijinhos e mais uma vez parabéns pela família linda q tens!

filipe disse...

maninha linda. acho que por mais k nos custe a ver o joao a chorar (e so deus sab como custa) é preciso insistir com ele. Imensos bebés que eu conheço, iniciaram a ginástica com 2 anos (só posso falar do k vi no meu clube e nao noutros âmbitos) e todos eles ao início era uma xoradeira desenfreada. deixemo lo estar com as professoras e os coleguinhas dele. a pouco e pouco ele irá interagir e ser o lindo menino. acredito que seja uma fase de pura timidez. E ou se combate agora ou pode vir a tornar-se um traço fundamental na sua personalidade! E nós queremos um rapazito sociável, k ao pé de estranhos n se agarre aos pais.
ne?

beijo grande e es uma excelente mamA!!!!!!

ADORO T!!!

filipe disse...

loool enganei m no nome da criança ahahaha

é o infante afonso e n o bebe jonhy!!!
loool

******

Patrícia M disse...

Pois... Eu acho que é um bocadinho de tudo. O irmão não ajuda e o Afonso está a começar a entrar numa fase complicada em que eles começam a crescer muito e a serem mais exigentes com aquilo que os rodeia, e a quererem marcar a sua personalidade.

Se na ginástica ele chora e não quer ir, eu na minha opinião, não insista. O Afonso sente-se perdido e com medo de perder a mãe. Independentemente dos motivos que o levam a sentir-se assim, há que os respeitar e não forçar. Há-de lhe passar e nessa algura vais poder recomeçar.

Os ciumes entre irmãos pode acontecer a qualquer altura. E é normal que aconteçam. Não são bem ciumes. É apenas a percepção que a "minha mãe" agora já não é só "minha". Há milhares de manifestações e o choro e o comportamento que descreves pode bem ser um pouco disso.

Tem paciencia. Estas fases vão e voltam. É preciso seres firme e ao mesmo tempo carinhosa. Esta vai passar e hão-de vir outras! Eles crescem e dão-nos estas "pequenas" dores de cabeça...

Força e animo! Com dois e sem Marido sei bem o quanto damos em malucas!